Home ✔️ Segurança ✔️ Qual a diferença entre portaria remota, virtual ou eletrônica?
Segurança

Qual a diferença entre portaria remota, virtual ou eletrônica?

Qual a diferença entre portaria remota, virtual ou eletrônica?
Você já conhece a portaria virtual, mas você sabia que existe a portaria eletrônica e a portaria remota também? Veja qual o melhor modelo para seu condomínio!

Atualmente, o mercado da tecnologia tem recebido inúmeras inovações relativas à segurança e a privacidade dos condomínios e residências.

E não é para menos: com o crescimento populacional nas grandes e médias cidades, o aumento da violência se torna visível e é necessário renovar as medidas de segurança adotadas.

Se antes ter um porteiro ou um serviço de segurança armada poderia ser a melhor opção para coibir assaltos, roubos e sequestros, hoje em dia, com o advento da tecnologia remota, podemos ter a comodidade a um toque de nossos dedos, garantindo-nos a segurança no interior de nossas casas.  

Entretanto, você sabe qual o melhor sistema de segurança para condomínio? Qual a importância de se escolher o mais adequado às necessidades de seu prédio? Com tantos sistemas disponíveis selecionamos os três mais consumidos no mercado: a portaria remota, virtual e a eletrônica para você conhecer e adotar em sua administração, vamos lá?

Portaria remota

Portaria Remota

A portaria remota é um sistema desenvolvido para controlar eletronicamente o acesso de pessoas e veículos. Esse sistema pode ser utilizado em imóveis residenciais ou comerciais, como lojas, indústrias, escritórios e prédios corporativos. Funciona em regime integral, 24h por dia, 7 dias por semana.

A liberação do acesso é realizada através de celular ou interfone. As ligações e vídeos são gravados remotamente, o que permite o registro de todos os acessos.

Ao contratar o serviço, o condomínio recebe um conjunto de instrumentos de segurança: porteiros eletrônicos, câmeras, telefones e softwares, bem como o treinamento necessário para o controle de acesso de moradores, visitantes, prestadores e entregas. 

Vantagens da portaria remota:

  • Redução de erros e fraudes;
  • Uso de câmeras, internet, aplicativos e softwares para monitoramento;
  • Registro gravado de entradas e saídas;
  • Valorização do imóvel;
  • Redução da taxa condominial.

Desvantagens da portaria remota:

  • Falhas no sistema;
  • A não-adaptação dos condomínios;
  • Custo de instalação;
  • Dificuldade no recebimento de encomendas e correspondências;
  • Necessidade de apoio de um zelador.

Portaria Virtual

Portaria Virtual - o que é e como funciona?
Portaria Virtual – o que é e como funciona?

A portaria virtual é um sistema de câmeras, portões automáticos e dispositivos de controle de acesso conectadas à internet ou a um link de dados privados. São responsáveis por monitorar o fluxo de entradas e saídas de moradores, visitantes, veículos e entregas que ocorrem no prédio ou condomínio, durante 24 horas por dia.

Uma tecnologia que busca substituir as funções de um porteiro: através de uma central de monitoramento, é realizado o controle de acesso de moradores, cadastro e liberação de visitantes e prestadores de serviços monitoramento de câmeras e alarme, atendimento de ramais, entre outros.

Leia também ✔️  7 Vantagens da automação residencial

A ideia é a de substituir os porteiros por um sistema integrado, seguro para a entrada e saída de moradores além do monitoramento de visitantes e equipes de serviço.   

Uma solução eficiente de monitoramento à distância acompanhada, em tempo real, por um profissional especializado.

Caso o condomínio não tenha nenhum tipo de tecnologia (câmeras, controle remoto para abertura de portões) o investimento pode se tornar um pouco alto: cerca de R$ 70 mil, e o custo da manutenção mensal de R$ 6 mil a R$ 8 mil.

Vantagens da Portaria Virtual:

  • Redução no custo de mão de obra;
  • Terceirizar a segurança diminui o risco de o condomínio ter processos trabalhistas;
  • A ausência de um porteiro físico no local evita as chances de o profissional ser rendido por criminosos;
  • Esse sistema de identificação irá cadastrar todos os condôminos existentes
  • forma de acesso exclusiva para os moradores, como cartão, QR code, biometria, senha numérica ou outros.

Desvantagens da Portaria Virtual:

  • Maior investimento inicial com as câmeras e a implementação do sistema;
  • Adaptação dos condôminos – alguns condôminos podem não se adaptar às tecnologias de acesso ou mesmo terem dificuldade de acesso, como no caso de pessoas com deficiência;
  • A contatação de um zelador para receber encomendas, correspondências e demais entregas;
  • Como é um sistema amparado por redes de internet e energia elétrica, o condomínio deverá adquirir além de um gerador próprio de energia elétrica, um segundo suporte de internet dentro do condomínio, caso haja falha de conexão do primeiro suporte.

Leia também: Portaria virtual: O que é e como funciona?

Portaria Eletrônica

Portaria Eletrônica
Portaria Eletrônica

portaria eletrônica para condomínio é um sistema que faz o controle da portaria sem a interferência de porteiros presenciais, de maneira remota. O que garante nível elevado de eficiência e segurança, por utilizar ferramentas tecnológicas adequadas e portanto, sem riscos de erros humanos.

Seu funcionamento se dá por meio de um sistema de numeração fixa que corresponde a cada apartamento do local. Um botão acoplado ao interfone dá acesso ao interior do condomínio conforme a liberação.

Com a comunicação instantânea e prática, não há nenhuma dificuldade para uso.

Vantagens da Portaria eletrônica

  • Menores custos com folha de pagamento
  • Menos problemas de gestão no serviço de portaria.
  • Maior privacidade

Desvantagens da Portaria eletrônica

  • Alto investimento e riscos financeiros;
  • Controle de identificações e acessos inexistente;
  • Falhas e desgaste no sistema em casos de falta de energia elétrica;
  • Falta de monitoramento;
  • Não há como receber encomendas;
  • Problemas com acessibilidade e adaptação por pessoas com deficiência.
Leia também ✔️  Passa volumes inteligente: porque ter um em casa

Agora que você já conhece os principais tipos de portarias inteligentes disponíveis no mercado, tenha em mente que, seja qual for a escolha do sistema de monitoramento de segurança de seu condomínio, o atendimento humano ainda é fundamental para algumas funções, ou seja, o porteiro virtual não deve substituir a atuação de profissionais reais.

O ideal é debater os sistemas na convenção de condomínio entendendo as dores e condições de seus condôminos para esses investimentos.


Gostou deste post? Acompanhe o blog do Cubo Casa para mais conteúdos sobre segurança residencial, decoração, jardinagem, automação residencial, arquitetura e dicas para sua casa.

Já conhece o Cubo? O Cubo é um passa volumes inteligente e caixa de correspondência. Com ele é possível receber encomendas mesmo estando fora de casa.

Conheça o Cubo