Home ✔️ Arquitetura ✔️ Como fazer o orçamento de pequenas reformas?
Arquitetura

Como fazer o orçamento de pequenas reformas?

Como fazer o orçamento de pequenas reformas?
Este post vai te ensinar como fazer um orçamento de obra e o que levar em conta na hora de calcular os gastos.

Todo mundo sabe como uma obra em casa por dar um problemão: gastos imprevistos, materiais desperdiçados e falta de recursos para pagar a mão de obra.

Por essa razão, planejar e ter um orçamento de obra é essencial para que sua obra seja conduzida de forma inteligente e sem maiores problemas.

O momento de estabelecer o orçamento da obra é definitivo: momento de estabelecer se o dinheiro disponível realmente é suficiente para fazer tudo aquilo que é necessário. Por isso, antes de mais nada, verifique se o capital destinado a obra é o suficiente para arcar com:

  • Os materiais a serem utilizados
  • O pagamento da mão de obra
  • Dinheiro de reserva para eventuais gastos extras.

Além disso, considere a possibilidade de arcar com um financiamento ou um empréstimo para concluir as obras (sobretudo, caso sejam estruturais e necessite de maior atenção). Dessa forma, você estará:

  • Economizando e não gastando mais do que pode;
  • Priorizando as demandas mais urgentes, caso o orçamento não contemple tudo o que precisa fazer;
  • Adaptando a construção à sua realidade financeira, através da escolha de materiais com valores mais acessíveis – faça orçamentos nas lojas de materiais de construção
  • Reduzindo imprevistos e endividamentos desnecessários.

Nesse post você verá alguns pontos essenciais para a elaboração de um orçamento antes de começar sua obra, fique atento:

orçamento de reformas em casa
orçamento de reformas em casa

Determine o que será feito na obra

 Sem devaneios, determine objetivamente o que você precisa realmente fazer na casa – reformas estruturais, fachadas e embelezamento das estruturas podem ter valores mais altos, tanto na contratação da mão de obra quanto na escolha dos materiais.

Nunca realize mais de uma obra por vez: escolha a área de maior urgência e faça o orçamento. Depois de terminada essa obra, parta para outra área que necessite cuidados. Tocar mais de duas obras é desperdício de dinheiro e dor de cabeça na certa!

Quantidade de materiais utilizados

Um fator muito importante é a escolha e compra dos materiais que serão realmente utilizados. Muitas obras são encarecidas por excesso, desperdício e até mesmo roubo de materiais, por essa razão fique atento.

Procure proteger os materiais de construção em lugares secos e protegidos da umidade, assim como ferramentas e utensílios limpos e bem guardados. Regra número 1 de quem contrata uma obra: O dono precisa estar presente o tempo inteiro.

Valor do serviço e mão de obra

Para obter o melhor serviço busque referências e o melhor orçamento entre as referências recebidas. Para sua comodidade, obtenha três orçamentos de profissionais diferentes e escolha aquele que oferecer os serviços solicitados por um valor acessível (e justo).

Leia também ✔️  Fachadas de casas de esquina: Ideias e Fotos Inspiradoras

Também procure por empresas de mão de obra especializadas e compare os serviços – as vezes, um serviço mais técnico e coordenado, apesar de custar um pouco mais, pode representar a paz de espírito necessária para apressar uma obra estrutural como reforma de telhados, colunas e rede de esgoto.

Leia também: Tipos de caixa de correio para a sua residência

Custos indiretos

Outro ponto imprescindível para quem está pensando em reformar um imóvel são os custos indiretos: alguns deles são inerentes aos gastos com aluguéis de máquinas e equipamentos, descarte de resíduos e entulhos da obra, transporte e armazenamento de móveis (no caso de obras no interior da casa), acomodação temporária para a família, os gastos com o projeto, documentação e autorização na prefeitura ou no condomínio.

Isso sem contar que uma obra puxa a outra – no caso de imóveis mais antigos o que seria uma simples reforma de telhado pode desencadear em um reforço estrutural, uma contenção de vazamentos, a troca de encanamentos ou mesmo a colocação de uma caixa d´água nova.

Para esse caso tenha sempre uma reserva financeira destinada para essas surpresas!

Leia também: 5 Vantagens de construir casas geminadas

Obras no condomínio? Chame o síndico!

reformas - orçamento de reformas em casa
reformas – orçamento de reformas em casa

As obras no condomínio são inevitáveis e, de tempos em tempos, o síndico em atuação deverá primar pela manutenção das áreas comuns do condomínio.

Em primeiro lugar, é desejável que ele faça um levantamento dos pontos de maior vulnerabilidade e uma pesquisa orçamentária que envolva custo de mão de obra e materiais de construção, além de prover o dinheiro em caixa para pagar despesas extras.

Entre outras coisas, ele deverá definir os lugares para comprar os materiais com melhor custo-benefício, além de definir a empresa que ficará responsável pelas obras. Tudo isso deverá ser planejado com a administradora dos imóveis e com os condôminos para maior entendimento, durante as reuniões.

Gostou deste post? Acompanhe o blog do Cubo Casa para mais conteúdos sobre segurança residencial, decoração, jardinagem, automação residencial, arquitetura e dicas para sua casa.

Já conhece o Cubo? O Cubo é um passa volumes inteligente e caixa de correspondência. Com ele é possível receber encomendas mesmo estando fora de casa.

Conheça o Cubo