Home ✔️ Paisagismo ✔️ Orquídeas: Tipos e dicas de como cultivar
Compartilhe ou fale conosco!
Dicas Paisagismo

Orquídeas: Tipos e dicas de como cultivar

Orquídeas: Tipos e dicas de como cultivar
As orquídeas são espécies de flores queridinhas na casa dos brasileiros. Veja como realizar os cuidados básicos para mantê-las saudáveis

As orquídeas são uma das plantas de interior mais populares devido à sua beleza e variedade de cores e formas. Elas são originárias de regiões tropicais e subtropicais ao redor do mundo e existem mais de 25.000 espécies diferentes.

Por isso nós do Cubo Casa elaboramos esse contéudo para você conhecer os tipos e dicar de como cultivar orquídeas. Confira!

Quantos tipos de orquídeas existem?

Existem três tipos principais de orquídeas: as epífitas, as terrestres e as semiterrestres. As epífitas crescem em árvores ou troncos, as terrestres crescem no solo e as semiterrestres são uma mistura dos dois tipos.

As orquídeas epífitas, como a Phalaenopsis, são as mais comuns em ambientes de cultivo interno. Elas precisam de muita luz, mas sem sol direto. Elas também precisam de boa umidade e drenagem.

As orquídeas terrestres, como a Cymbidium, precisam de sol direto e solo bem drenado. Elas também precisam de muita umidade.

As orquídeas semiterrestres, como a Cattleya, precisam de sol direto, boa drenagem e umidade moderada.

Como cuidar de orquídeas?

Orquídeas crescem melhor em vasos sem buracos de drenagem, como vasos plásticos ou vasos de barro com saquinhos de musgo de sphagnum. Isso ajuda a manter a umidade e evita que a planta fique encharcada.

Quando regar sua orquídea, é importante usar água morna e deixá-la escorrer livremente. Não deixe a planta ficar encharcada e evite regar novamente até que o substrato esteja seco.

As orquídeas também precisam de boa ventilação. Se possível, coloque sua orquídea perto de uma janela aberta ou ventilador para garantir que ela receba suficiente ar fresco.

Além disso, é importante manter sua orquídea limpa. Limpe as folhas regularmente com um pano úmido para remover poeira e insetos. Isso ajudará a manter a planta saudável e atraente.

Finalmente, é importante lembrar que as orquídeas são plantas perenes e, como tal, precisam de um período de descanso para renovar suas forças e preparar-se para a próxima floração. Durante esse período, reduza a rega e a fertilização.

Quais os tipos de fertilizantes recomendados para orquídeas?

Use fertilizante líquido para orquídeas, diluindo-o em água de rega. Aplique fertilizante a cada duas semanas durante o período de crescimento e menos frequentemente durante o período de descanso.

Para reproduzir sua orquídea, você pode dividir a planta quando ela estiver grande o suficiente ou cultivar novas plantas a partir de sementes.

Leia também ✔️  Cuidado com as plantas durante o verão

Como podar as orquídeas?

Outra dica importante é a poda de orquídeas. Quando as flores murcham, é recomendável remover os pedúnculos (caule da flor) usando tesouras limpas e desinfetadas. Isso ajuda a evitar que a planta gaste energia em produzir sementes e, em vez disso, concentrar essa energia em produzir novos botões florais.

É importante também manter as raízes saudáveis, verificando-as regularmente e removendo as raízes murchas ou mortas. As raízes saudáveis ​​devem ter uma cor branca ou cinza claro e devem estar firmes ao toque.

Quando for trocar o vaso da sua orquídea, é importante usar um substrato específico para orquídeas, como cascalho, casca de árvore ou musgo de sphagnum. É importante também escolher um vaso de tamanho adequado, garantindo que haja espaço suficiente para o crescimento das raízes.

Quais os tipos mais comuns de orquídeas encontradas no Brasil?

Existem muitas espécies de orquídeas encontradas no Brasil, mas alguns dos tipos mais comuns incluem:

  1. Orquídea Cattleya: Esta é uma das espécies mais populares e amplamente cultivadas no Brasil. Elas têm flores grandes e coloridas, geralmente com cores brancas, amarelas, rosa, lilás e roxas.
  2. Orquídea Phalaenopsis: Também conhecida como orquídea-borboleta, esta espécie tem flores grandes e delicadas, geralmente com cores brancas, rosa, lilás e amarelas. É uma das espécies de orquídea mais fáceis de cultivar.
  3. Orquídea Oncidium: Esta espécie tem flores pequenas e coloridas, geralmente com cores amarelas, laranja e marrons. Elas são comuns em florestas tropicais e montanhas do Brasil.
  4. Orquídea Vanda: Esta espécie tem flores grandes e coloridas, geralmente com cores azul, roxo, rosa e branco. Ela é comum em florestas tropicais e cresce melhor em ambientes úmidos e bem iluminados.
  5. Orquídea Dendrobium: Esta espécie tem flores pequenas e coloridas, geralmente com cores brancas, rosa, azul e lilás. Elas são comuns em florestas tropicais e montanhas do Brasil e crescem melhor em ambientes úmidos e bem iluminados.

Essas são apenas algumas das espécies de orquídeas mais comuns encontradas no Brasil. Existem muitas outras espécies e variedades diferentes, cada uma com suas próprias características únicas.

Em resumo, as orquídeas são plantas maravilhosas que podem ser cultivadas com sucesso em casa, desde que sejam dadas as condições ideais de luz, umidade, drenagem e fertilização. Com cuidado adequado, sua orquídea pode florescer ano após ano.

Cultivar orquídeas é uma atividade gratificante e desafiadora. Com as dicas acima, você pode criar um ambiente ideal para sua orquídea crescer e florescer por anos. Lembre-se de ser paciente e de seguir as instruções de cuidado específicas para sua espécie específica.

Leia também ✔️  Quais as melhores plantas para muro verde?

Gostou deste post? Acompanhe o blog do Cubo Casa para mais conteúdos sobre segurança residencial, automação residencial, arquitetura e dicas para sua casa.

Já conhece o cubo? O Cubo é uma caixa de correio inteligente que é possível receber sua encomenda mesmo estando fora de casa.

Leia mais: