Home ✔️ Condomínio ✔️ Carnaval e condomínios: atenção para que a festa não vire uma dor de cabeça
Compartilhe ou fale conosco!
Condomínio Dicas

Carnaval e condomínios: atenção para que a festa não vire uma dor de cabeça

Carnaval e condomínios atenção para que a festa não vire uma dor de cabeça
Os bloquinhos de rua alegram os bairros no carnaval mas podem ser motivo de enorme dor de cabeça para condomínios

Depois de tempos de pandemia, lockdown, cancelamento de festas e grandes eventos, o carnavavel foi afeitado e os bloquinhos de Carnaval acabaram não podendo sair como de costume, este ano promete (e já está sendo) o retorno com tudo que há de melhor quando falamos nos famosos bloquinhos.

Porém, se por um lado eles trazem muita coisa boa, por outro, para os condomínios, acabam trazendo uma série de problemas e, nesse sentido, a gestão precisa ficar atenta para evitar uma “dor de cabeça” daquelas.

A festa pode vir a trazer problemas vive ou trabalha em determinado bairro e, quem sofre com isso, são os moradores dos condomínios e casas, bem como os donos de comércios. Isso ocorre pois, tristemente, o blocos trazem junto com a diversão, muito barulho, sujeira e brigas.

Em relação aos condomínios é necessário que o síndico e os administradores dos prédios tenham muito cuidado. Os blocos de rua, a cada carnaval, vêm crescendo e relatos não faltam de depredação à fachada dos condomínios. A gestão e assembléia devem prever despesasnessa época.

O que fazer se o bloquinho passa na frente do condomínio?

Algumas dicas são ótimas para lidar com esse evento sazonal.

  • Contratação de vigilantes;
  • Proteger a fachada (jardins, portões e paredes);
  • No caso de fachadas de vidros, por exemplo, colocar tapumes;
  • O administrador pode, inclusive, cercar jardins e canteiros para a proteção do imóvel;
  • Orientar moradores quanto aos horários dos blocos, para que se evite circulação nesses horários;

Ações como essas irão ajudar a minorar possíveis problemas decorrentes da passagem dos blocos diante do empreendimento.

O síndico também deve ter atenção voltada para dentro do condomínio, pois nesse período de carnaval é comum os moradores escolherem as dependências para fazer confraternizações, como na churrasqueira e/ou no salão de festa, convidando agregados e por muitas vezes, estrapolando os limites e pertubando o sossêgo dos demais moradores.

Dicas essenciais que irão auxiliar a gestão

  • Manter atualizado o Regimento Interno com as proibições pertinentes;
  • Proibir o consumo de bebidas alcoólicas na área da piscina e demais áreas comuns de circulação (permitido somente em locais destinados para isso, como: salão de festas e espaço gourmet – somente para maiores de 18 anos);
  • Limitar os visitantes nas reuniões e encontros nas churrasqueiras conforme Convenção de cada prédio;
  • Reforçar as orientações para a locação de salão de festas e churrasqueira nessa época do ano;
  • Ajustar o Regimento Interno para que as reuniões de cunho pessoal não se tornem grandes festas, pois essa não é a destinação dos espaços internos do condomínio;
Leia também ✔️  Profissionais de condomínio - quem são e o que fazem

Gerenciando bem a sazonalidade, o que resta é curtir o carnaval de fato.

Gostou deste post? Acompanhe o blog do Cubo Casa para mais conteúdos sobre segurança residencial, automação residencial, arquitetura e dicas para sua casa.

Já conhece o Cubo Drop? O Cubo Drop é um armário inteligente voltado para moradores de prédios e condomínios no qual é possível receber múltiplas encomendas, mesmo de maneira remota, por aplicativo.


Leia mais: